Terça-feira, 26 de Abril de 2005

Aceitei o convite da Miss Lust e....

lobas.jpg CAKV4FKJ.jpg


Enquanto Miss Lust se mexia na cama eu deitei-me junto á água e atirava salpicos para cima de mim tornando a blusa mais transparente ainda!

Ele estava tonto sem saber para que lado se virar para qual das duas ir!

A Miss entreabria as pernas dando-lhe assim uma visão do paraíso e eu pelo meu lado fazia o mesmo dando-lhe uma visão do inferno!

Miss Lust fez-lhe um gesto com a mão e ele avançou para a cama, quis despir as calças mas ela não deixou!

Sai de perto da água e fui encher as flutes de champanhe!

Cheguei até eles!

Beijamo-lo enquanto lhe rasgávamos a camisa e lhe tirávamos o membro para fora!

Estava duro e hirto!

Brincamos as duas, os três!

O champanhe jorrava pelos nossos corpos e ele lambia-o do meu do dela!

Sem ele dar por isso a Miss Lust foi tirando umas coisitas da mala e eu entretinha-o com as pernas bem cruzadas na sua cara!

Mandei-o deitar de braços sobre a cabeça, pernas esticadas e olhos fechados e ele obedeceu!

Miss sentou-se na cara dele e eu em baixo enquanto ele fazia um minete na Lust eu fazia-lhe um broche e ele gozava como um animal!

A Cicuta mordia-lhe os tomates e metia-lhe o dedo no cu!

A Miss Lust movia as ancas e quase o sufucava com a vagina, mas o gajo gostava!

A porta do quarto abria-se devagar e eu sentei-me em cima do membro erecto!

Cicuta e Miss Lust olhavam para a porta que se abria e sorriam!

Ele não dava por nada!

A terceira figura entrava, devagar como um felino pronto para o ataque!

Bem lentamente a presa foi atada bem atada!

Ficou “aberto” escancarado na cama, indefeso!

Ele abriu os olhos para enfrentar Cicuta e Miss Lust e o seu olhar ficou estarrecido!

Tinha três fêmeas que se beijavam e tocavam e ele não lhes podia chegar!

Havia chicotes, algemas, velas e outras coisas!

Era o sonho tornado pesadelo, ou não?!

Gritava ou não?!

A terceira fêmea que entrara vocês conhecem e bem!

Quem não conhece vai passar a conhecer!

Ela é : LAOUTRAMANITA

As Crónicas das Manitas
</center Vão lá ver.... Cicuta

publicado por Cicuta às 13:47
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Domingo, 24 de Abril de 2005

Num quarto de hotel

hotel.jpeg CA3LK88W.jpeg manha.BMP




Chegamos juntos ao Hotel!

Tratamos do que havia a tratar na recepção e subimos para o quarto!

Como dois amantes escondidos, sem casa para poder ter uma boa noite de sexo!

Mas não tem nada a ver com isso tem a ver com mil e uma outra pequenas coisas como:

Viver uma aventura!

Poder usar e abusar das toalhas, salpicar o chão da casa de banho!

Sair nu da banheira, a pingar e cirandar pelo quarto e sala, sem preocupar se mancha o chão ou o tapete!

Pular em cima das camas, lutas de almofadas!

Receber uma bela massagem com óleo sem pensar se vai sujar os lençóis!

E tudo isto sem ter de limpar e arrumar no dia seguinte!

Nadamos na piscina coberta, e não só nadamos fizemos mais coisas, não muitas pois estava lá um Senhor a nadar e a descontrair, ora cada um se descontrai como mais gosta!

Sai da piscina só com uma túnica de seda pintada e toda nua por baixo, cabelo molhado.

Deu-me imenso gozo sentir o ar fresco da Cidade a refrescar as minhas intimidades...

Ele também veio mais leve, não sei se me entendem...

De volta ao quarto refrescamo-nos, vesti-me a rigor e descemos ao piano bar!

Música de hotel ,que saudades que eu tinha, podem pensar que é piroso, mas não é nada!

Um belo Martini Dry para a Lady e um Whisky para o Gentleman

A seguir jantamos divinamente acompanhado um belo naco de carne em sangue com um vinho tinto Alentejano!

Voltamos de taxi ao hotel e subimos ao piano bar, bebemos mais uns copos ao som do piano vimos umas personagens muito caricatas e subimos ao quarto!

Despi o saia e casaco ficado só de meias cinto de liga e uma combinação tudo em negro e de sapatos claro está!

Abrimos o champanhe e começou a nossa noite!

As kitchenettes são muito jeitosas para certas coisas tem o tamanho ideal, além do mais está tudo ali ao pé a água, o gelo, gavetas cheias de coisas engraçadas!

O sofá da sala também se portou muito bem!

Espero que houvesse algum “voyeur” pois nunca fecho as cortinas e por acaso o meu acompanhante partilha do mesmo gosto que eu!

Ainda deitei o olho para o parapeito da janela, mas além de estreito era realmente muito alto!

O champanhe faz milagres!

Depois ele massajo-me todinha de alto a baixo se nós já costumamos “escorregar” bem um no outro nessa noite foi divinal!

Tudo se encaixava na melhor perfeição e quando transpirávamos as gotas escorriam como gotinhas de chuva num vidro de janela!

O champanhe escorreu exactamente por onde deveria ter escorregado e foi sorvido exactamente de onde devia ter sido sorvido!

Adormecemos cansados muito juntos muito colados pois nem pensar em tomar banho e tirar de cima nós todo aquele cheiro e sabor a “pecado”!

Acordei com umas festas ternas nas costas uma claridade linda e principalmente com uma coisa dura, muito dura toda encostada a mim!

Adoro ser despertada assim!

Ainda no meio do sono e meios ébrios de nós e do álcool das horas antes, juntamos novamente os nossos corpos, as nossas almas, mas desta vez sem frenesim erótico ou fome de sexo.

Foi tudo com muita calma muito suave como se ambos fossemos virgens, os meus olhos cruzam os dele e não precisamos sequer falar!

Adoro ver o rosto dele, as expressões dele!

É daquelas alturas em que gosto mesmo de olhar para ele e que ele olhe para mim!

É sempre mágico!

Os nossos corpos falam por nós e que bem que falavam nessa manhã!

Quando nos misturamos e acalmamos aquela tesão em forma de ternura, os nossos corações estavam desconpassados e adormecemos novamente até vir o pequeno almoço.

Que tomamos na cama com tudo o que temos direito.

Caviar, salmão e champanhe incluído!

Na saída do Hotel despedimo-nos como dois amigos vai cada um para seu lado, para sua casa e até um dia até um próximo hotel bem no cento da cidade!

Adoro surpresas e um homem que nos consegue surpreender é um achado!

Ainda estou mole e doce das massagens por isso


Beijos bem doces para todos




Cicuta

publicado por Cicuta às 23:26
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Abril de 2005

O aniversário

mulher.jpeg

Sábado é o dia do teu Aniversário!

Mas não combinamos nada como costumamos!

Estou indisposta!

Dói-me a cabeça!

Aliás dói-me o corpo todo!

Durante toda a semana andei irritadiça, implicativa!

Estranhaste pois não é meu costume!

Querias jantar comigo depois iríamos beber uns copos com os nossos amigos e o resto da noite e do fim de semana era nosso!

Reservaras o Motel que tanto gosto, mas a tudo eu disse que não!

Quando comecei com o verbo “não” tu até que propuseste jantarmos só os dois!

Sei que ficaste aborrecido e por um lado preocupado.

Que raio me teria dado?!

Sei disso pois amigos teus ligaram a saber o que se passava!

As minhas amigas telefonam todos os dias!

Os nossos “amigos da onça” esfregam as mãos de contentamento!

- É desta que os gajos se chatearam!

Na 6ª feira durante a tarde fazes uma última tentativa.

- Ao menos tomas café comigo?

- tudo bem, um café antes do jantar, pode ser?

- Pode, talvez mudes de ideias, posso levar uns chocolates, sabes como adoro chocolate!

- Não vale a pena devo ter por ai alguma coisa, também não vais demorar-te!

- Pois...

Ao fim da tarde ligo-te e digo:

- Tenho um problema amanhã à noite não posso tomar café contigo, mas vem tomar o pequeno almoço!

- Deixo-te as chaves no local do costume aparece pelas 11h, beijo!

E desligo deixando-te a olhar para o telefone com cara de “parvo”.

Nesse momento passam mil e uma coisas pela tua mente.

Endoidou?!

Está bêbada, mas bêbada durante uma semana inteira, não pode...

Será droga? Nã, ela tem medo de agulhas e o resto não deve dar este efeito.

Arranjou outro? Já me tinha dito com o feitio que tem...

Será que fiz merda?! Que eu saiba não, até me tenho portado tão bem!

STPM? Não dura tanto tempo e ela nunca teve disso!

Que raio....

Sábado de manhã meio constrangido lá mete ele a chave na porta e entra.

O aroma a café está pela casa toda, pelo menos tem café, pensou ele!

E cheira a incenso como de costume.

- Estou no quarto, podes entrar.

Quando passa do hall começa a ver velas e pétalas de flores espalhadas pelo chão.

De todas as portas entreabertas pedem pedaços de seda transparente bordada com motivos orientais, dezenas de almofadas de tecidos vários estão espalhadas pelo chão!

Na suite a porta da casa de banho deixa ver a banheira cheia de pétalas de rosas e um balde com champanhe, todo chão do quarto esta coberto de sedas, veludos, cetins e a luz das velas dá-lhe um ar místico!

Em cima de um móvel também forrado com tecidos e flores estão todos os “brinquedos” com que os dois se costumam divertir!

Em outro móvel está champanhe, cerejas outras coisas....

Em cima da cama sobre um tecido de cor dourada estava ela deitada, como vocês a vão ver foi como ele a viu quando os olhos se acostumaram bem ao tom da luz e ele ouviu:

- Parabéns meu querido!

- O pequeno almoço está servido!

aniversario.jpg


Cicuta Doce




Et: Moral da estória por vezes as Mulheres não são chatas querem só fazer uma surpresa!


Pergunta: Que fariam vocês, ficavam entendiam tudo e adooraram a surpresa??!!

Ou davam uma de "macho ferido" e batiam com a porta??!!!

publicado por Cicuta às 20:36
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Domingo, 17 de Abril de 2005

Canibalismo?! (Brasil)

foto.jpg
Foto de: Steven Stahlberg - Wallpapers Erotic' Art





Gostas de mim?

Então prova-o!

Amarra-me e faz comigo aquilo que mais ninguém se atreveu!

Amarra-me como se de uma fera se tratasse!

Mas não me dês anestésicos!

Quero estar consciente!

Quero rugir!

Quero tentar virar-me a ti!

Matar-te se possível!

Isso, prende-me as mãos e as pernas!

Prende-me os cabelos para que a minha boca não vá muito longe!

Agora o teu trabalho é dar-me prazer!

Cansar-me de prazer!

O suficiente para que quando me desamarres eu não me vingue de ti!

Isso, agora dança para mim!

Masturba-te para mim!

Sabes que sou de orgasmos difíceis!

Hoje quero pelo menos 2!

E nenhum com a minha intervenção!

Como vais fazer?!

Como já tens feito, mas nunca sob pressão!

É engraçado, eu sou a presa tu o caçador!

Mas estás mais acossado do que eu!

Isso, manda em mim!

Mete as mãos, deita a cera que eu tanto odeio, não que queime, mas irrita-me!

Agora quero que te masturbes para eu ver!

Sabes como adoro ver-te!

Adoro quando a tua descendência salta e eu a engulo, sinto-me antropófaga...

Será isto um tipo de canibalismo?!

Não sei, nem me interessa gosto de sentir o teu sabor acre e morno que me desce pela garganta!

E não penses quem é sempre assim, existem “descendências” que sabem muito mal, até apetece vomitar!

As tuas são boas!

Do mesmo modo como gostas da minha “seiva” dizes que te dá prazer e que conhecerias o meu cheiro em qualquer lado...

Eu conheço o teu e como sabes também gosto de mulheres, ai de ti que um dia prove uma que saiba a Ti!

Por isso já sabes, fode por fora o que te apetecer mas toma grandes banhos, tira o cheiro delas de ti!

Que fazes agora?

Ahhhh gosto da ideia, gosto mesmo muito!

Não aprecio morangos mas comeres um desse sítio isso é diferente...

Lindo, agora foste buscar o gelo, aquele gelo especial!

Eu bem te disse que fazer o molde do teu “amigo” ia ser lindo!!!!

Mete os dois isso!

Bom!

Agora o de gelo atrás e o teu dedo na frente!

O quê? Não sejas parvo!

Com o teu dedo estimula a tua glande!

Isso, meu....

Isso!

Agora lambe como só tu sabes!

Faz o que já fizeste!

Mas não pares com as mãos!

O c.... mete-o onde de apetecer, mas eu ai quero língua!

A tua língua mágica que me fez ter o maior orgasmo da minha vida!

O que mais podes fazer???

Tudo o que nos dê prazer!

Isto vale para nós e para os outros todos que estão de ouvido encostado na parede a ouvir!

Amar é bom, mas amar e foder é bem melhor!

Quando se encontra alguém para as duas coisas!


“Bordel” como dizem os Franceses!!!!!









Cicuta doce

publicado por Cicuta às 18:14
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Abril de 2005

Deita-se (reposição)

im.jpg CAUOMU9S.jpg


Deita-te, deita-te na mesa fria de granito, podes gritar á vontade!

Nem uma alma te vai ouvir! Há tua roda só tens penumbra e teias de aranha!

Os grandes e desbotados reposteiros tapam ligeiramente o frio que entra pelas frinchas das portas de madeira corroídas!

Não, não te vais mexer estás amarado, tão indefeso como um porco para a matança, com uma diferença, Eu não te vou matar vou saborear-te!

Estás nu! O teu pénis normalmente hirto e desafiador está pequenino e engelhado como o de um bebé, te garanto que não é do frio, é medo!

É Terror!

Tapo-te os olhos, pois é, odeias ficar sem ver... ficas "castrado" coloco-te uma massa feita de cravinho da Índia junto ás narinas, que pena, lá se foi o olfacto!

E a audição, a audição meu amigo, essa vais quase desejar perde-la!

Cubro-te o corpo com uma matéria quente viscosa, e vou meter a minha língua onde eu muito bem quero!

Hummmm, está bem apertado, o que o medo não faz! Mas a minha língua é forte e eu muito persistente.

Toco-te com as mãos ao de leve e sem mais nem menos cravo-te as unhas e rasgo-te o peito!

Não vais, morrer, está descansado...

Uns fios de sangue escorrem em direcção ao teu pénis!

Que por sinal já não está tão medroso, mas o que ele quer eu não lho vou dar!

Vou esperar que se junte mais que a quantidade de seiva seja maior, pois uma Mulher precisa de se alimentar!

Uma porta abre, sentes o frio e sentes mais mãos, é isso são mais Fêmeas esfaimadas, mas nelas mando eu!

Só Eu te bebo, só eu te mato, tu ficas ai a ouvir e a imaginar o que se passa!

Calculo que tenhas uma boa imaginação, todos os Homens têm quando se fala em amor lésbico!

Estou deitada num monte de panos de veludos e sedas de cor carmim e azul noite com laivos de malva, entre centenas de almofadas!

E elas estão por toda mim, penteiam-me os cabelos, metem-me os dedos e a língua como só Mulher sabe fazer!

Anda aqui um tolo que me penetra por detrás, mas somente para dar cor e para te animar a audição, pois enquanto ele pensa que eu gozo por ele, eu gozo é com a língua e os dedos delas!

Que bom, não resististe e vieste-te!!!

Chego-me a ti e bebo-te, chupo-te, ponho os meus dedos na minha vagina e meto-tos na tua boca!

ahhhh morder não vale!!


Cicuta Doce

publicado por Cicuta às 14:53
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|

Corrente Literária

Só mesmo a "doida" da Borboleta Assanhada é que se atreveria a meter-me numa destas!

Adoro ler mas…


Aqui ficam as questões:

1 - Não podendo sair do Fahrenheit 451, que livro quererias ser? (Sou do contra nunca li, nem vou ler!)

Ainda se fosse o perfume...Esse eu gramo!!!


Leio de tudo mas tenho uma predilecção por crimes verídicos com patologia e ciência forense!

Por isso o melhor é estar calada!!!!


2 - Já alguma vez ficaste apanhadinha(o) por um personagem de ficção?


Scarllet O’Hara e Lucrécia Bórgia , Catarina de Medicis! (Nenhuma delas era tão má como parecia)


3 - Qual foi o último livro que compraste?

Uma Enciclopédia de pássaros!


4 - Que livros estás a ler?


Nada, estou numa fase que não me apetece ler!


5 - Que livros (5) levarias para uma ilha deserta?


Mistik River, A Família, A Senhora, Retrato do Serial Killer, Como Água para Chocolate, quase todos para reler.


E um gajo bom para levar a mala com as cordas e afins que só ler também chateia!!!!


6 - A quem vais passar este testemunho (três pessoas) e porquê?


Não vou, passar pois já respondi tãão tarde que perdi o comboio!





Cicuta

publicado por Cicuta às 14:40
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 12 de Abril de 2005

A Casa! (no brasil)

casa.jpg

Levei-te pela mão através do emaranhado de arbustos, silvas e mato!

Por um caminho que já não era caminho!

Seguias-me em silêncio, mas não totalmente descansado!

As silvas prendiam-se no meu vestido leve e por vezes faziam-me pequenos cortes na carne, mas eu seguia indiferente a tudo aquilo!

Embora o dia estivesse muito quente ali quase não entrava o sol!

Tu sentias um certo desconforto, mas não sabias se seria da semi-sombra ou do meu silêncio!

Andamos durante cerca de meia hora, sempre em silêncio!

Lá bem ao fundo começava a ver-se o sol, notava-se o brilho e até se começavam a ouvir os pássaros!

Finalmente uma clareira e ela lá estava!

Imponente como sempre fora, altiva, com aquele ar meio ameaçador meio romântico!

Nem mesmo o passar do tempo, o abandono, a ruína a desgraça ou o caos lhe tiraram a imponência!

Quando se tem, tem-se!

Seja gente ou não!

E a Casa lá estava, tal como me lembrava em criança!

As janelas mantinha quase todos os vidros e as portas muito velhas ainda lá estavam!

Sempre metera respeito, respeito e medo!

Talvez por isso nunca fora vandalizada, o medo impõe respeito!

Por vezes é triste pensar que é assim, mas por outro lado ainda bem que assim é!

Não iria suportar vê-la vandalizada, bestializada, por quem nunca a entendera, por quem não lhe entendera a “alma”!

Sim pois para mim as casa têm “alma” têm estória, segredos, guardam relatos de vidas inteiras...

Entramos, parei no hall, o chão de mármore em losangos pretos e brancos, alguns rachados, a alta escadaria de corrimão de latão que me recordo ser limpo com “solarina” nem sei se ainda existe...

O pé direito enorme, com o gancho de onde pendia um enorme lustre que descia para ser limpo, segundo me lembro, no meu tempo já tinha uma roldana no sótão, mas não sei se terá sido sempre assim!

As marcas dos quadros ainda se notavam nas paredes, o relógio de pé Inglês que tinha a lua de um lado e o Sol do outro, ficava do lado esquerdo ao lado da porta da sala de jantar!

Se fechasse os olhos ainda o conseguia ouvir...

Na sala de jantar consigo "ver" o sideboard, a longa mesa de pés de talha com o tampo de granito polido com uma ponta partida, o espelho de talha dourada, o lustre com alguns cristais coloridos....

As empregadas com fardas negras de setim, "crista" avental e colarinho de renda engomado e luvas brancas, sapato preto raso. Isto nos jantares de festa, de resto as fardas até que tinham cores alegres!

Fui até à escada que dava para a cozinha e zona dos empregados!

O velho fogão a lenha ainda lá estava, já quase não se usava no meu tempo de criança, mas nunca fora deitado fora.

Os grandes lava louças de mármore, os armários de madeira enormes com portas de vidro, madeira, rede.

As enormes bancas corridas. Agora embora a cozinha fosse grande, não me parecia tão grande!

A despensa, que estava sempre cheia de coisas boas....

Dentro da chaminé ainda se via o ferro onde se pendurava o “fumeiro”.

O gato sentado ao lado, sim o gato podia entrar na cozinha!

As portas de madeira que um dia foram brancas abriam-se agora, fora dos gonzos deixando ver uns campos que outrora foram culturas e do lado direito os canis, agora vazios, abandonados!

Mais uma vez, fecho os olhos e ouço o meu riso, os passos, sinto os cheiros...

E estou nisto quando oiço um:

- Aiiii, tás a magoar-me!!!!!

Olho para trás e vejo-te, estás com ar meio dorido meio assustado, esquecera-me completamente de ti!

- Desculpa mas perdi-me completamente no passado! Não te queria aperta a mão com força e muito menos espetar-te as unhas...

- Olha, vamos ao meu antigo quarto!

Mais uma vez nem o deixo responder, agarro nele e subo as escadas a correr!

Chegados ao hall, digo-lhe!

- Sobe, continua a subir o meu quarto era na mansarda!

E fujo-lhe.

Ele aflito grita-me!

- Vai devagar a casa é velha, pode estar podre ainda te magoas, aliás ainda morremos aqui os dois!

Eu entre gargalhadas grito-lhe!

- Esta casa NUNCA ME FARÁ MAL, nunca! E NEM A TI pois estás COMIGO e ELA SABE que EU GOSTO DE TI!

E subimos até eu parar numa porta é o meu quarto:

Ali estava a minha pequena cama, no canto a “senhorinha” de cor verde, odeio verde, o pequeno toucador ficava perto da janela, o espelho era preso na parede, ainda lá está, já quase sem o espelhado.

Paro em frente a ele, fico mais em “negro” do que em "espelho"!

As lágrimas começam teimosamente a querer saltar, aquele espelho é em parte a minha vida!

Ele chega por detrás de mim e para a olhar por de cima da minha cabeça!

A imagem do rosto dele é completamente nítida no espelho velho!

Ele diz:

- Anda cá, não vês que o espelho é maior do que aquilo que a tua vista alcança...

E com ternura pega em mim e fazemos amor no meio de todo aquele pó que até aqui era o meu pó, o meu passado e a partir de agora passa a ser o nosso pó o nosso futuro o nosso destino!


E mais uma vez a casa acolheu-me, abraçou-me e amou a quem eu gosto!









Cicuta Doce

publicado por Cicuta às 21:34
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Abril de 2005

Sexo a 4 ou a 6??

orgia.jpeg

Ele recebeu finalmente o convite para uma noite de luxúria!

Nem pensou duas vezes, foi ao barbeiro fazer um bom corte e um bom “escanhoado”, aproveitou e deu um jeito nas unhas!

Não gostava de admitir aos amigos, mas esta nova moda dos "Metrosexual" agradava-lhe de sobremaneira...

Em seguida foi comprar roupa nova, sapatos, tudo novo, a ocasião pedia tudo novinho!!!

Ainda parou em frente a uma montra feminina e pensou em levar um lenço para a mulher, mas para quê?! Ela nem devia ir ligar muito...

Saiu do Centro Comercial todo contente e cheio de sacos, apanhou um taxi e seguiu para o escritório.

A tarde não foi muito produtiva, estava com o pensamento ausente, só imaginava como ia ser aquela noite!

Havia muito tempo que esperava por aquilo, ele sabia que um dia havia de conseguir.

O seu charme, a sua maneira de convencer as Mulheres, ele sempre tinha tido muito jeito para lidar com elas.

Já nos tempos de liceu, todas caiam nas suas patranhas. Até se faziam apostas entre os amigos!

E como homem continuara na mesma, casara era certo, mas isso não tinha nada a ver!

Como gestor de uma Multinacional tinha de ser casado e bem casado, de preferência com uma Mulher bonita(q.b., para não dar trabalho), calma, que não fizesse “ondas”, faziam-se alguns filhos para a deixar entretida em casa, e pronto!

Estava perdido nestes pensamentos quando se lembrou que tinha de lhe ligar.

- Querida tenho imensa pena mas imagina tu que acabei de receber uma chamada de Madrid e um dos “Bosses” da Filial de lá vem no voo do fim da tarde para Lisboa. Quer uma reunião pra discutir o projecto...

-

- Sim querida, sei bem que te tinha prometido que ia cedo e jantávamos os dois mas não vai mesmo dar, é que depois da reunião vou ter de o levar a cear e depois ao Hotel e já sabes que ele nunca vai para o hotel sem ir beber copos!

-

- Pois é, minha linda tu sabes que eu até odeio “Boites” e essas coisas barulhentas e cheias de fumo, mas ele como bom Espanhol, não perdoa!

-

Pronto amor, no sábado sou todo teu, até podemos ir ao cinema com os miúdos. Beijos e até amanhã, não esperes que chego tarde.

No final do dia fez o seu “squash” no ginásio da Empresa, fez uma sauna tomou o seu duche revigorante e vestiu-se sempre a assobiar.

O seu colega e amigo foi inteirado da grande noite durante o jogo e até estava pasmo com tanta sorte!!!!!

Só mesmo aquele gajo é que convencia 3 Mulherões daquelas a irem com ele ao mesmo tempo, foda-se!!!

Sortudo do caraças e era tudo de borla, porra tem gajos com sorte!

Eram 21:30h quando tocou á porta da vivenda, fora complicado dar com aquilo, aquelas vivendas “perdidas” na estrada da Malveira são muito difíceis de encontrar, parece sempre que estamos a virar para o precipício e não para uma estrada!

Ela abre-lhe a porta com um sorriso nos lábios e um copo na mão, é uma morena alta bem feita. Entrega-lhe o copo e pega-lhe na mão.

Leva-o para o quarto, um quarto amplo com uma grande varanda virada para o mar!

Sentadas na cama estão uma ruiva pequenina e roliça e uma mulata de cabelo curtinho peito pequeno mas muito bem feito.

Todo ele é sorrisos e o sexo já duro começa a tentar “saltar” de dentro das calças!

Elas chegam-se a ele e beijam-no e vão-no despindo e uma faz-lhe um broche a outra mete-lhe a mão dele na vagina e a terceira põe a mão dele nas mamas pequeninas dela!

Ele esta doido e quer começar a “comê-las” mas a morena diz:

- Eu fiz o que querias, somos 3, mas agora é à nossa maneira!

Ele já diz que sim a tudo.

Manda-o deitar e amarram-no á cama, vendam-lhe os olhos, a excitação dele é enorme!

Na ponta do pénis já se vê uma pequena amostra de sémen.

Uma boca cobre-lhe o pénis duro e a mão agarra-lhe os testículos bem por de baixo!

Sente o sabor agridoce na boca, está cada vez mais duro mais teso!

Ele tem uma mania adoooora ir ao cú ás gajas!!!!

E pede diz para a morena que é a que conhece.

- Deixa-me “partir-te a bilha”.

((Mania que certos homens têm de serem ordinários, quem lhes terá dito que isso é sexy??!!

Desculpem a "colherada" mas não fui eu foi a outra!))

- Não hoje vais variar, experimente a Nui que é uma mulata muito saborosa.

- “Bilha é bilha”!!

Nui senta-se em cima e vai entrando ele gosta e pede para ela de despir ela diz não, ele concorda.

Quando se vem, Nui vem-se também e ambos gritam, ele descontrolado, berra...

- O melhor cú que já alguma vez comi!!! Foda-se.

Ele lembra-se que vai ter de levar provas para os amigos e pede.

- Fotografa-as comigo, eu a ser comido por elas!!! A maquina está na minha pasta.

A morena obedece, e fotografa-o com Nui e com a ruiva.

Elas continuam a dar-lhe gozo por mais algum tempo até que "aquilo" já está murcho de todo, murcho e seco...

Nui e a ruiva vão tomar banho e vestem um roupão, a morena solta-o e serve-lhe um copo!

- É tarde tens de ir andado e nos temos de dar um jeito na casa e ir embora prometi a quem ma emprestou que a deixava livre antes das 2:30h.

- Pena tudo tão rápido! Posso falar contigo 2ª f?

- Não, vou para fora uns dias ligo quando voltar!

Voltou a casa todo ufano, deixou a máquina escondida no carro, agora não tinha tempo de ver!

Mas nunca mais se ia esquecer daquela noite. Nunca mais!

Entrou em casa, beijou a Mulher e deitou-se!

2ª F ª no escritório, chamou o amigo para lhe mostrar as fotos!

Boa máquina, boas fotos!

Lá estava ele, com uma Ruiva e uma Mulata, ou não???!!!

Era efectivamente ele com uma Ruiva e uma Mulata mas que tinham uma pila tão grande ou maior do que a dele!!!

Chamada Grelhada Mista!!!!


Ou como diriam os Espanhóis una Brocheta!!!






Cicuta

publicado por Cicuta às 22:44
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Abril de 2005

A Despedida de Solteira ou a Teia?!

web.jpg

Cheguei a casa da Noiva na véspera do Casamento!

A despedida de solteira tinha sido na véspera, eu não fora!

Tínhamos combinado que a “nossa” despedida seria especial, alias como era toda a nossa amizade!

A sala tinha as janelas abertas deixando entrar as mil e uma luzes da cidade, as cortinas de tule transparente, verde-esmeralda esvoaçavam soltas rodopiando como bailarinas ébrias!

O chão de longas tábuas de soalho antigo estava quase todo coberto por um tapete de origem oriental em tons beije e preto.

Em cima dele estavam dispostas 3 grandes bandejas de latão trabalhado em cima das quais estavam as mais variadas iguarias…

Caviar, negro e vermelho, ostras, gambas, ouriços-do-mar, vieiras recheadas!

Carne em sangue cortada em finas fatias e disposta em folhas de vinha, vários tipos de comida japonesa!

Taças com mel e nozes, doce de ovos, mousse de chocolate, morangos, cerejas, melancia…

Havia também 3 ou 4 “frappés” com Champanhe estrategicamente dispostos pela sala!

A sala era ampla e a “dividi-la” tinha duas escadas de caracol em ferro, que não davam para lado nenhum…

Quer dizer dar davam, dependia da imaginação de cada um!

Do tecto estavam suspensas cadeiras de vime e um pequeno “trapézio”!

Ela estava vestida de corpete justo, que lhe marcava a cintura bem feita, saltos bem altos e meias de seda, das antigas com costura a trás!

Eu despi o casaco e fiquei de lingerie, não tão justa, o corpo já não permite, mas de saltos bem altos, com as minhas lindas pernas em destaque e nos braços umas “mitennes” de cano bem alto!

Abrimos o champanhe e brindamos ao casamento, ao dela, claro!

Bebemos calmamente e demos comida uma à outra na boca, lambemos os dedos uma da outra, beijamo-nos!

Lambi-lhe o mel do peito e comi-lhe a noz que ela colocara na vagina! De seguida bebi muito champanhe, odeio doces!!!

Comemos caviar e ostras dos sitios mais improváveis...

Não, não vos vou contar! Puxem pela imaginação...

Já estavamos muito alegres e descompostas, ou talvez mais “nós”, quem sabe?! Quando tocam à porta.

Era o resto da prenda da despedida de solteira dela, o Noivo!

Sim o Noivo!

A surpresa ia ser mais dele que dela, mas enfim...

Eu explico!

Ele era do mais assanhado possível, o maior desgosto dele era que a noiva além de virgem era certinha, atinadinha…

Ele amava-a profundamente mas tinha aquela mágoa terrível!

Pois então entra o Noivo!

Abrimos-lhe a porta e não nos vê, entra na sala e a boca fica teimosamente aberta e o olhar arregalado!

Atenção, que ele sempre a visitou na casa dos Pais!!!!

Ela entra na sala e ele mais espantado fica, primeiro fica ofendido!

O seu orgulho de “macho” ferido…

- Fui enganado, andaste a brincar comigo!!

A seguir entro eu!

Ele senta-se com ar derrotado!

- ???

Calmamente ela conversa com ele e explica o que tem a explicar, se é que tem a explicar!

Para mim não tem, mas isso sou eu!

Homens são muito complicados, “preso por ter cão, preso por não ter".

Mas ele é Homem gosta dela e uma coisa ele pode está completamente certo, em todo o tempo de namoro dos dois ela só “brincou” comigo, ele foi o 1º Homem por quem ela se apaixonou, vai ser o seu 1º Homem!

1º Homem, palavra mágica!!!!!

Todo ele sorrisos…

- Minha querida, meu amor!

Ela diz-lhe que hoje ele vai poder brincar participar mas que eu também vou entrar!

Até os olhinhos lhe “luziram”

- Só tem uma coisa ela “entra” também!

- Por mim tudo bem.

Diz com aquele ar que os homens dão quando querem fazer de conta que não deram muita importância ao caso...

Beija-o e dá um gole de champanhe para em seguida mergulhar a sua boca no membro erecto!

Eu sento-me numa das cadeiras de vime e observo com ar descarado!

O ar dele é de espanto, tesão e puro prazer!

Ele desaperta o botão das calças e despe-as, tendo o cuidado de tirar as meias! MUITO IMPORTANTE, num Homem, o saber que tem de tirar as meias!!!!

Ela deita-se e chama-me!

De seguida diz-lhe para ele:

- Monta-a, fode-a, dá-lhe prazer!

Ele cada vez mais incrédulo, olha para ela e depois para mim…

Eu sorrio e dou-lhe um beijo a ela!

- Tou no paraíso diz ele!!!!!

- Tens a certeza que posso mesmo?!

Ela beija-me e aperta-lhe os tomates em tom de anuência!

Ele começa a beijar-me o corpo e vira-me costas, ela vai buscar uma almofada e coloca-a debaixo do meu ventre de modo a que o meu rabo fique bem “alçado”, bem a jeito!

- Dá-lhe champanhe, rega-a, ela adora champanhe e não te esqueças do gelo!

Ele cumpridor obedece!

Enquanto ele me “come” por detrás eu “bebo-a” pela frente e eles beijam-se e deixam escorrer fios de champanhe gelado misturados com as suas salivas mornas em cima das minhas costas!

Ele vem-se com uma fúria terrível e ela malandra, tira-lha o pénis de dentro de mim e faz com que o seu sémen se misture com o champanhe e suor no meu corpo!

Ele está louco e atónito ao mesmo tempo e quando ela se baixa e me começa a lamber as costas e de seguida a dar-me beijos na boca, ele fica imediatamente duro e teso novamente!

- Agora eu, eu quero foder-te, já e agora!

- Não querido, antes do casamento não!

- Mas?!

- Dá-me de comer, lambe-me, penetra-me no cú mas na frente, não!

E assim se fez ele enterrou-lho por detrás, com calma muita calma, eu ia colocado o gel lubrificante para ajudar, ela gemia e ficava molhada na frente, ele passava e metia o dedo!

Quando levava o dedo à boca gemia e devagar foi entrando até estarem perfeitamente encaixados.

Anda cá tu também, pediu ele, o que podes fazer mais por nós?!

Suavemente, oleei um dedo e gentilmente meti-lhe um dedo no cú, ele primeiro estranho, mas depois do espanto inicial veio o prazer e com uns pequeninos movimentos e uns toques em determinados locais, ele teve um orgasmo fantástico (segundo ele), e ela também!

A noite continuou no meio de comida, bebida, sexo e explorações diversas.

Ele foi embora feliz, eu dormi lá!

No dia seguinte a Noiva entrou radiosa na Igreja, eu sou a sua Dama de Honor!

No altar o Noivo espera-a, impaciente!

Impaciente e sorridente!

No banco a Mãe da Noiva chora comovida por sua filha casar virgem e o Pai qual pavão olha para o compradre com ar orgulhoso de "missão" cumprida!

Se todos os Casamentos fossem assim, as pessoas casavam mais!!!!





Cicuta Doce



Et: A meio do Copo de Água recebi um envelope em nome dos dois. Um bilhete de avião para ir ter com eles a Bora-Bora…

Let’s Go!!!

publicado por Cicuta às 18:52
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Segunda-feira, 4 de Abril de 2005

Olha Para Mim! (publicado noutro blog)

olhaparamim.jpg luxuria.jpg peito.jpg virame.jpg


Vem ter comigo!

Vem ter comigo como se eu fosse a última Mulher na Terra!

Olha para mim com Amor!

Olha para mim com Luxúria!

Olha para mim com Carinho!

Une a tua Alma à minha!

Toca no meu corpo como se ele fosse feito de água!

Ele moldar-se-á às tuas mãos!

Faz de mim uma continuação de ti!

Cheira-me como se de um campo de flores silvestres se tratasse!

Toca nos meus cabelos como se fossem fios de seda!

Pousa as mãos no meu peito, sem pensares se ainda é rijo e perfeito mas sim que já deu vida, já deu amor!

Passa com as mãos no ventre outrora liso e deita a cabeça onde em tempos um Ser Vivo viveu e se alimentou de mim!

Beija-o com todo o carinho do mundo como se fosse a coisa mais linda e mais bela que alguma vez já viras!

Beija-me as pernas, passa-lhe as mãos!

Beija-me cada centímetro do corpo como se do de uma Deusa se tratasse!

Beija-me nos lábios, come-me os lábios!

Beija-me os olhos, lambe-me as lágrimas!

Pega-me no pé, e chega-o ao teu corpo nu!

Deixa-me acariciar-te com ele!

Agora deita-te para trás que eu faço o mesmo!

Acaricia-me com o pé, isso mete o dedo!

Está molhado, chama por ti!

É tão bom, sentir-te assim!

Eu faço-te o mesmo!

Os pés são “coisas” fantásticas e tu nunca te tinhas apercebido disso!

Claro, que mexo os dois! E o óleo ajuda, se ajuda…

Isso, mexe os dedos, mete e tira, mete e tira…

Dá-me as mãos, agarra-me pelos pulsos!

Puxa-me para ti!

Ergo as costas, a força dos teus braços ergue-me e fico de pé!

Tu olhas-me de baixo para cima, agarras-me nas nádegas e afundas a tua cara no meu monte-de-vénus!

Encosto as mãos na parede e ergo-me em bicos de pés!

As minhas unhas arranham a parede!

A tua língua penetra-me e os teus dedos ajudam a provocar o orgasmo mais intenso!

Desço as mãos da parede para o espaldar da cama, agarro-o como se ele fosse fugir a qualquer momento!

Venho-me com um abanar de cabeça frenético, por que será que sempre abano a cabeça num não enlouquecido quando me fazes vir??!!!

Os cabelos batem na parede, nas costas, nos ombros, em ti!

Quando acalmo, olho para ti, está sentado com “ele” bem erecto, como que a desafiar-me!

Sento-me em cima, de costas para ti, tu deitas-te e fixas os olhos nas minhas costas e com as mão agarras-me a cintura!

Freneticamente balançamos, endoidamos com o suor a descer pelos nossos corpos, gritamos palavras que nunca diríamos normalmente…

E é assim como dois animais tresloucados de cio que nos vimos para de seguida cairmos para o lado e adormecermos agarrados um ao outro como se não houvesse amanhã!






Cicuta Doce

publicado por Cicuta às 13:08
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|

*mais sobre mim

*pesquisar

 

*tradutor / tranlater

*posts recentes

* A noite

* Depois dos 50...

* A melodia do desejo…

* Lingerie para Sereias & n...

* Asfixia

* Oração das Mulheres Resol...

* Eternos

* O Primeiro Amor

* Voltar a trás...

* Sonhos?!

*arquivos

* Agosto 2013

* Maio 2011

* Abril 2011

* Agosto 2010

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

* Janeiro 2006

* Dezembro 2005

* Novembro 2005

* Outubro 2005

* Setembro 2005

* Agosto 2005

* Julho 2005

* Junho 2005

* Maio 2005

* Abril 2005

* Março 2005

* Fevereiro 2005

*tags

* todas as tags

*favoritos

* nem cornos, nem sacanas

*links

* Martini in the Morning

*Envenenados:


Contador Grátis

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.
blogs SAPO

*subscrever feeds