Terça-feira, 30 de Agosto de 2005

Correntes e Fantasmas !!!!!!

correntes.jpg


Que pensas que quero?

Nada sabes!

Pensas que sabes!

Achas que quero “Amor Eterno”?! Isso não existe! É tão real como “Brigadum”...

Pôr-te coleira?! Endoidou de vez!

Não gosto de cães, são serviçais! Prefiro gatos!

Controlar-te? Tás cada vez pior! Então e o tempo que Eu ia perder nisso...

Foda-se durante 24 hora 12 meses por Ano?! Achas que tenho cara de Madre ou quê?!

Não! E não!

Eu gosto de:

Seduzir e ser seduzida!

Namorar e ser namorada!

Foder e ser fodida!

Surpreender e ser surpreendida!

Que me inventem e de inventar para alguém!

Poder furar e surpreender a monotonia da vida, sem prisões nem rotinas!

Fazer amor ou apenas te beijar, te acariciar!

Saber que estás longe e poder seduzir-te provocar-te e não te poder tocar, ter mais tesão por isso!

Podes ser só um mas eu gosto de imaginar que és mil!

Trair-te contigo próprio!

Conseguir-mos quase sempre descobrir coisas diferentes, sensações novas, ter e não ter orgasmos!

Uivar como loucos ou estar silenciosos e cuidadosos como dois virgens!

Falar contigo e ter orgasmos e não te dizer que os tenho, são só meus, egoístamente meus!

Estarmos juntos com amigos, muito loucos, meter o dedo em mim e de seguida na tua boca, é só nosso egoístamente nosso!

Ir ter contigo ou tu comigo com o dia a despontar, ambos ligeiramente embriagados com copos de lugares diferente, com os olhos repletos de visões de corpos diferentes, mas acabar a “noite” perdidos um no outro, no cheiro e suor um do outro!

Gosto quando me empurras para a parede, me agarras o cabelo e murmuras ao meu ouvido...

Gosto de tanta coisa e sei do que tu também gostas!

Por fim quero-te sim!! Mas é na “cama”!

Ata-me, mas com cordas, não na alma, não a Vida e nunca a Liberdade mas com respeito!

Todos os “meus” animais são livres principalmente o Homem, pois esse nem dentro de casa (a tempo inteiro) o quero!





Uma das Cicutas

publicado por Cicuta às 21:56
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Agosto de 2005

"Au Naturel"

praia2.JPG sol_amante.bmp praia1.JPG



O sol mal começara a erguer já ela se levantara.

O seu corpo esguio andava pela casa como se deslizasse, fez café e enquanto isso vestiu uma túnica branca transparente e saiu para a rua.

O amanhecer prometia mais um dia lindo de sol quente e forte, olhou em volta e sorriu, pois em seu redor não existia vivalma, apenas dunas, plantas típicas das mesmas, e em frente o mar e o céu mais nada.

Na parte de trás da pequena casa de madeira havia uma “estrada” uma coisa a que alguém chamara estrada, pois nada mais era do que uma carreiro que serpenteava ao longo das dunas embora numa espécie de trilho já marcado. Ali estava o jipe, pequeno mas companheiro inseparável de aventuras. Uns metros ao lado um pequeno poço.

Ela acercou-se do poço e atirou com o balde lá para dentro este caiu num "splashh" que lhe fez antever a água gelada que lá vinha! Puxou o balde e despejou a água para um jarro voltou ao alpendre da casa e lavou-se, lavou-se “há gato”... afinal, estava de férias e ia para a praia!!

Entrou em casa tomou café e arranjou umas frutas para levar, revista, bronzeador, saída de praia, nunca usava toalha, pesavam de mais e só ocupavam espaço. Colocou os “phones”, bolas ou aquilo era grande ou ela tinha ouvidos pequeninos, e saiu em direcção ao mar.

Já na praia estava um minúsculo barco a remos, atirou com a tralha lá para dentro, empurrou-o até dentro de água e saltou para o seu interior. Remou lentamente até um pequeno banco de areia onde puxou o barco e deitou-se ao sol!

Naquela terra (que não interessa onde), naquela praia (sem nome) estava apenas ela e a Natureza e naquele pedacinho de areia o seu corpo nu era todo “propriedade” do sol do mar e da areia, ou seja eram “2 masculinos e 2 femininos” em vários tipos de matéria mas em perfeita comunhão.

Conforme o sol subia ia aquecendo de vez em quando ela entrava na água e sentava-se a ver o horizonte e a brincar com camarões minúsculos que, atrevidos, lhe mordiscavam o corpo nu! Pequenos cardumes passavam bem perto e de vez em quanto uma gaivota matreira voava a pique para uma pesca furtiva.

Voltou para a areia quente e deitou-se, pernas entreabertas, de frente para o sol. O sol que por acaso é “masculino” não conseguiu estar quieto e bem devagar começou a “introduzir” os seu raios quentes dentro da vagina dela, quanto mais ela aquecia mais ele se metia e desbravava, era um calor bom, ela não transpirava e a humidade que sentia não era suor...

O efeito cada vez era maior pois a mente dela viajava por outros locais, o corpo dela pousava em certos braços e na sua boca certos lábios! As suas mãos começaram a enterrar-se na areia, a respiração a subir, espasmos percorreram-lhe as pernas e com eles veio aquela vontade imensa de fechar as pernas para dar azo ao prazer, mas ela sabia que isso era o começo do fim!

Claro que como Mulher podia ter vários começos e fins, afinal sempre havia vantagens!

Imaginou mãos fortes a prenderem-lhe as pernas e os braços, sem se puder mexer (como gostava) e aquela sensação de prazer a envolvê-la sem ela puder controlar, não podia arranhar, tocar e mesmo que gritasse ninguém a ouviria, somente as gaivotas voariam esbaforidas, nada mais!

E foi no meio de coisa nenhuma que indefesa mas “presa” de algo teve o seu orgasmo mais “quente” com tanto gozo como se tivesse tido mão humana!

Adormeceu cansada mas certa que “aquele amante” não se cansaria tão depressa!




Cicuta



Et: LADYS se pensam que brinco, experimentem fazer nudismo, bem descontraídas e bem orientadinhas para o “Astro Rei”, concentração também ajuda, mas o calor faz milagres! Dilata os corpos....

Ahhhhhh, fechar as perninhas não vale.

publicado por Cicuta às 17:34
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sexta-feira, 12 de Agosto de 2005

O "regresso"...

CAN530UR.jpg


Quando o telefone tocou nunca imaginei o que viria a seguir.

A voz era a mesma mas no meio havia um muro com anos de altura!

Conversamos como se nos tivéssemos falado na semana anterior!

Convidou-me para jantar, hesitei, mas acabei por aceitar. Que mal tem um jantar...

2h depois tocavam na minha porta, pontual como sempre. Estava nervosa, tinha algum tempo que não me sentia nervosa.

Era o cabelo que não ficava bem, a roupa, os sapatos, era o espelho que embirrava comigo e eu com ele, que raio Mulher compõe-te, já não és criança e também não é nenhuma estreia!!!!

Fogo, Mulher é complicada!!!

Desci, ainda a olhar para o espelho do elevador e a compor não sei bem o quê...

Abriu-me a porta do elevador, sorriu, deu-me dois beijos nas faces e um malmequer. Pegou-me no cotovelo e acompanhou-me ao carro!

Mar? Perguntou? Eu apenas acenei e partimos em direcção ao mar!

Para que lado? Isso não tem importância nenhuma!

Fomos a um restaurante onde não íamos tinha muito tempo, tanto como a altura dos muros...

Sentamo-nos e eu pedi o meu vodka tónico ele nada (bebe pouco) ficamos a olhar o mar e sem falar muito!

Depois pedimos peixe ao sal e vinho branco gelado, comemos quase em silencio, com breves escapadelas de olhares...

Ia lá tanto tempo...

As nossas mãos tocavam-se e pequenas gotas de suor desciam pelas minhas costas e pela testa dele. Aqueles olhos de cor indefinida tornavam-se “quebrados” sinal que eu tão bem conhecia!

O silêncio entre nós, não era silêncio eram gritos, os gritos mais altos do mundo, a calma não era calma era agitação, turbulência!

Acabamos o jantar, e como de costume embrenhamo-nos pela praia dentro, escuridão adentro sem dizer uma palavra.....




Cicuta




Et: Vou voltar para férias.

publicado por Cicuta às 00:41
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Domingo, 7 de Agosto de 2005

Férias

ferias.jpg


Amigas(os), Amantes, Paixões Carnais e Virtuais:

Vou de férias, férias requintadas e em grande estilo como não podia deixar de ser!

Uma Mulher como Eu é de difícil “manutenção” compreendo, o que vale é que posso manter-me sozinha!

Claro que sabe sempre bem ter um galante e garboso cavalheiro ao nosso lado que nos faça sentir umas “estrelas” umas “únicas”!

Vou fazer o que mais gosto, ver Mundo.

Com requinte e luxo, mas como vocês já me conhecem é lógico que não vou perder a oportunidade de ter o contacto com o homem no seu estado mais “puro” nunca!!!!

Beijos e não façam nada que eu não fizesse!


Mil gotas de suor misturadas com champanhe, ou vinho ou até bagaço rasca, mas suem muito e fodam mais façam gritar e gemer de prazer as vossas Mulheres!!!


Beijos bem doces e até breve.


CICUTA



ET: Se aprenderem truques novos contem-me tudo, eu juro que faço o mesmo!!!!!

publicado por Cicuta às 04:27
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

*mais sobre mim


* ver perfil

* seguir perfil

. 5 seguidores

*pesquisar

 

*tradutor / tranlater

*posts recentes

* A noite

* Depois dos 50...

* A melodia do desejo…

* Lingerie para Sereias & n...

* Asfixia

* Oração das Mulheres Resol...

* Eternos

* O Primeiro Amor

* Voltar a trás...

* Sonhos?!

*arquivos

* Agosto 2013

* Maio 2011

* Abril 2011

* Agosto 2010

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

* Janeiro 2006

* Dezembro 2005

* Novembro 2005

* Outubro 2005

* Setembro 2005

* Agosto 2005

* Julho 2005

* Junho 2005

* Maio 2005

* Abril 2005

* Março 2005

* Fevereiro 2005

*tags

* todas as tags

*favoritos

* nem cornos, nem sacanas

*links

* Martini in the Morning

*Envenenados:


Contador Grátis

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.
SAPO Blogs

*subscrever feeds