Terça-feira, 22 de Março de 2005

A caixa...(já brasil)

Aron_Donovan_GaleriaArtesBDSM.jpg

Ele está no escritório quando chega um paquete com uma encomenda!

- Por favor assine aqui!

Assina e recebe uma pequena caixa. Liga para a secretária a perguntar se sabe do que se trata, se algum cliente ficou de enviar alguma encomenda.

Ela não sabe de nada, a menos que tenha sido combinado com a outra colega, mas essa foi ontem de férias e se tal tivesse acontecido de certo que teria mencionado.

Fica intrigado a olhar para a caixa, nem sabe o porquê, mas fica!

Será?! Não, não deve ser...

A pequena caixa aguarda adormecida em cima da secretária, o sol que entra pela janela começa a incidir-lhe fazendo brilhar o papel branco encerado com está embrulhada.

O telefone toca e ele atende.

Como é seu hábito vira a cadeira de frente para a janela enquanto conversa, é “ex.”, precisa de mais dinheiro para os miúdos pois vão passar a ter aulas de equitação, aproveita também para o ir avisando que a pensão que ele lhe dá já mal lhe chega para os “alfinetes”...

Os olhos dele passeiam distraídos pela paisagem que se avista da janela, o parque verdejante, o céu limpo, um lago lindo...

De vez em quando afasta o telefone do ouvido, não tem que ouvir tudo, já conhece a conversa de cor!

- Blá, blá, ...

O seu olfacto começa a aperceber-se de um cheiro que suavemente vai envolvendo o gabinete, distraído começa a tentar “ver” de onde vem.

Vira-se e revira-se até ficar embrulhado no fio do telefone( malditos telefones com fio) até que se apercebe que o que sente é cheiro a perfume, a perfume de flores mais propriamente e vem da caixa!

Completamente excitado, como uma criança, diz para o bocal!

- Sim, tudo bem faço a transferência para a sua conta ainda hoje. Beijo para os miúdos, adeus!

Tranca a porta do gabinete e senta-se com a caixa nas mãos, cheira-a!

O cheiro é mais intenso, deve ter sido o calor do sol que fez com que se soltasse daquela maneira, e se entra alguém?!

Abre a caixa e lá dentro está:

Um conjunto de 3 chaves, 1 comando e uma folha de papel cor de violeta na qual está escrito o seguinte:

"Beleza,

Tenho um novo Jogo para nós!!

Aqui estão as chaves da minha casa da Cidade e o comando da garagem!

Se aceitares é assim:

Durante as próximas 8 noites a contar de hoje, escolhes uma, qualquer, uma e gostava que fizesses o seguinte:

Podes aparecer a qualquer hora, mas não podes avisar!

Vais ter de me surpreender!

De preferência apanhar-me a dormir ou no mínimo não devo dar por ti!

Não te vou facilitar a vida, agirei como se de um ladrão ou violador te tratasses!

O que quero dizer é que terás de me apanhar completamente desprevenida e até mesmo de me fazer sentir um certo medo!

A adrenalina é um excelente afrodisíaco, como sabes!

Podes e deves usar toda a tua imaginação, descaramento, despudor e libido, deixa o cavalheirismo em casa!

Quero sexo, muito sexo, daquele puro e duro sem grandes meiguices nem mimos!

Mas tem mais!

Como eu não sei quando vens, podem acontecer várias coisas:

Posso ter ido sair e aí esperas ou não, é, contigo!

Posso estar acompanhada com um homem ou uma mulher ou até mesmo com ambos e aí tens possibilidades de escolha!

Se for homem, não tens de lhe tocar, ele também não gostaria!

Podes em qualquer dos casos ficar só a assistir, mas vais ter de dar ordens!

Quero filmar tudo!

Podes nunca aparecer, mas ao fim das 8 noites quero as chaves e o comando pela mesma via!


Ps: Vou ter sempre champanhe e morangos no frigorifico e a sala já está preparada com o grampo e tripé, os acessórios estão na gaveta do costume, a chave está contigo!

Beijo"



Ele levou o papel ao nariz e cheiro-o agarrou as chaves com a mão, olhou pela janela e sorriu enquanto sentia o seu “melhor e grande amigo” aumentar de volume dentro das calças!

Aquela Mulher era completamente louca, tentou passar em memória algumas das loucuras que fizeram.

Lembrou-se de uma noite de Inverno, nas escadas do seu velho prédio de grandes casas e enormes escadarias de madeira, já estava separado, vivia provisoriamente com a Mãe e ela fora deixa-lo em casa, estava sem carro.

Ela devorara-o naquele vão de escada, entre o r/c e o 1º andar, o patamar de soalho velho rangia, estavam molhados, da chuva e não só!

Ele tinha-se começado a vir ainda no carro, enquanto ele batia uma punheta e ela via, ela gostava de ver, de preferência gostava quando ele se vinha!

Depois ela pegara-lhe pelo pénis, como se de uma mão se tratasse e entrara no prédio com ele!

Como ela gostava de o beijar no pénis e depois na boca, tudo em seguida, como era bom o sabor dele na boca dela!

-..................Merda!!!!

- Droga, vim-me nas calças e agora?!

- Esta Mulher põe-me doido!

Sorrindo, levanta-se e veste a gabardina, que sempre tem no escritório, abre a porta e diz para a secretária!

- Não me estou a sentir bem, vou andando para casa, se houver alguma coisa urgente ligue-me!

- Sim senhor!

- Não me diga que começou novamente a chover, estava um dia tão lindo?!

- Não, sou eu que tenho frio, sinto o corpo húmido...




Cicuta Doce

publicado por Cicuta às 22:34
link do post | comentar | favorito
|
25 comentários:
De cicutadoce a 28 de Março de 2005 às 20:10
Borboleta Assanhada é bom dar ideias espero que as ponhas em pratica bem rápido, depois conta-me! Beijo


De cicutadoce a 28 de Março de 2005 às 20:07
Pale Gold snake já estou cansada de andar a trás dos coelhos... puf puf!!


De BorboletaAssanhada a 28 de Março de 2005 às 13:51
Cicuta, quanta inspiração, quanto tesão e que belas ideias que me dás...


De Pale Gold Snake a 28 de Março de 2005 às 07:53
Hum... que beijo gostoso... estar a "envaginar" e receber um beijo assim... é de começar a trepar as paredes!!! ;) Um monte de coelhinhos doidos para ti!...


De cicutadoce a 25 de Março de 2005 às 18:44
Shakermaker, mão seja derrotista, existe sempre algo para fazer uma surpresa! Um cheiro, um sabor, um local, uma peça de roupa, um modo de falar ou até uma atitude. nem que seja um NÂO redondo na cara na altura do "bem bom"!!! Beijo


De cicutadoce a 25 de Março de 2005 às 18:40
Infiel, mas eu não vou contar vais ter de imaginar tu! Gosto que os meus leitores completem as minhas fantasias/realidades. Beijo


De cicutadoce a 25 de Março de 2005 às 18:39
Pale Gold Snake, claro que tens "envagina" com ternura. Beijo com cobertura de açúcar


De cicutadoce a 25 de Março de 2005 às 18:37
lisb41, é pena que não vá nisso, mas ao menos les o blog com ela?? Devias, vocês Homens têm a mania dos segredos e por vezes enganam-se... beijos de chocolate


De shakermaker.blogs.sapo.pt a 25 de Março de 2005 às 00:42
Ora viva Cara Cicuta Doce... Gostei imenso do que li mas é pena que uma coisa assim, não seja de todo para mim. Eu gosto de surpresas mas é muito difícil ser surpreendido... não por falta de oportunidades, mas por falta de alternativas. Acho que após umas tantas surpresas, tudo volta ao inicio e a repetição é inevitável. Mas isso também não é assim tão mau... pois o melhor é fazer o mesmo de sempre cada vez melhor. Que se lixem as surpresas, pois isso acaba por ser previsível. Um abraço... SHAKERMAKER


De Infiel a 24 de Março de 2005 às 16:29
Fico a espera da continuação duma história tão prometedora... beijos da Infiel


Comentar post

*mais sobre mim

*pesquisar

 

*tradutor / tranlater

*posts recentes

* A noite

* Depois dos 50...

* A melodia do desejo…

* Lingerie para Sereias & n...

* Asfixia

* Oração das Mulheres Resol...

* Eternos

* O Primeiro Amor

* Voltar a trás...

* Sonhos?!

*arquivos

* Agosto 2013

* Maio 2011

* Abril 2011

* Agosto 2010

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

* Janeiro 2006

* Dezembro 2005

* Novembro 2005

* Outubro 2005

* Setembro 2005

* Agosto 2005

* Julho 2005

* Junho 2005

* Maio 2005

* Abril 2005

* Março 2005

* Fevereiro 2005

*tags

* todas as tags

*favoritos

* nem cornos, nem sacanas

*links

* Martini in the Morning

*Envenenados:


Contador Grátis

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.
blogs SAPO

*subscrever feeds