Sábado, 28 de Janeiro de 2006

Uma, Duas, Três...

musas.jpg CAUMZOLP.jpg CAQF7KTK.jpeg




Elas eram amigas mas principalmente Mulheres!

Eram só 3 mas tinham uma cumplicidade, um afecto, carinho e um certo amor mais derivado da descoberta do que do próprio amor!

Uma vestia seda, outra veludos e a outra cambraias!

Corpetes, calcinhas cintos de ligas laços e lacinhos...

Cheiravam a lavanda e tinham a pele macia como pêssegos, cabelos longos e brilhantes, rostos jovens e puros.

As três beijavam-se, acariciavam-se e passavam os dedos por locais ainda inexplorados...

Lançavam gritinhos, molhavam as pontas dos dedos e com eles corriam os mamilos erectos, metiam na boca e na vulva, saboreavam o doce e o salgado...

Nada daquilo tinha mal pois o “perigo”, a desgraça, a condenação era o Homem!

Nunca nada lhes tinha sido dito em relação ás Mulheres...

Uma mulher tocada por um homem seria uma perdida, mas entre elas aos olhos dos outros eram apenas amigas, seriam sempre puras, intocadas...

Quando se juntavam elas beijavam-se, acariciavam-se e tocavam-se....

Todos os “fluídos” de jorravam eram sorvidos com ternura, com carinho como nunca nenhum homem faz!

Era o néctar dos Deuses e elas esfregavam-se com amor como se de óleo “santo” se tratasse!

Tudo o que é feito com Amor tem valor, venha de onde for...

Um dia encontraram um Homem que poderia participar.... Ele era um estranho na cidade um forasteiro, apenas um homem de outro local distante!

Mas será que ele valeria o risco? A condenação pública?!

Com muito amor despiram-no, lavaram-no e amarram-no a uma cadeira e ali ficou!

Preso de desejo de sentimentos e de acções, mas com os 5 sentidos alertas e principalmente com voz para poder gritar!!!!!

Elas despiram-se lentamente, deram-lhe beijos, provocaram-lhe a erecção, deram-lhe o sabor delas na boca rebolaram, estiveram bem ao alcance das suas mãos...Mas sempre longe!

O membro dele estava tão erecto e duro que parecia um pau, elas gargalhavam pois conforme os seus movimentos o pénis dele parecia ter vida própria!

Seguia-as e subia e descia, quando uma mexia para a esquerda o “ele” “virava” na mesma direcção para a esquerda se ao contrário “ele” assim o fazia...

Elas eram apenas mulheres mas aos olhos dele eram ninfas, deusas.

Os candeeiros de petróleo e as velas davam um ambiente confortável e as sombras delas projectadas nas paredes tornavam com que tudo aquilo parecesse irreal, místico, como se fosse somente um sonho!

Elas tocavam-se e pavoneavam-se em frente a ele, mas ele nunca lhes pode tocar, apenas lhes sentia o cheiro e lhes via o movimento!

Não se aguentava mais e de seu pénis erecto saiu um “jacto” de esperma que salpicou tudo, ele gemeu e uivou...

Quanto a elas, só lhe tocavam com a ponta da língua o lamberam e se esfregaram com sémen nelas...

Quando tudo acabou desamarram-no e deram-lhe a roupa para se vestir, não o deixaram lavar pois isso era a única coisa que ele levava daquela aventura num quarto minúsculo, com três virgens!

Ele saiu a porta e desceu as escadas sem luz, meio ao tropeções, meio feliz meio infeliz. A chegar à rua a luz fraca dos candeeiros e o cheiro típico da calçada molhada envolveu-o levando-o até ao bar mais próximo.

Entrou e pediu algo forte, o seu olhar era tão estranho que o barmen lhe perguntou.

- Cavalheiro, sente-se bem? Parece que viu almas penadas???!!!

- Vi, vi ninfas ou fadas, vi e não lhes pude tocar! Mas agora eu sei que existem...








Cicuta

publicado por Cicuta às 17:59
link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De paraquedista a 9 de Fevereiro de 2006 às 22:39
CICUTA; um lindo ensaio que aqui tiveste ocasião de oferecer a quem te visita. Muito interessante e bem agradável de seguir. As virgens ´~ao mesmo "viles...". Boa sorte.


De poemar a 5 de Fevereiro de 2006 às 21:36
Bela tela de fundo. Textos densos e apelativos. Espaço agradável, pleno de "pedacinhos de ti". Tudo de bom. Faz-me uma visita.


De Carlos a 5 de Fevereiro de 2006 às 10:37
Cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouco importa; o essencial é que saiba amar.


De trevi {SM} a 3 de Fevereiro de 2006 às 01:31
Que cena linda !!!...beijos, trevi {SM}


De Carlos a 2 de Fevereiro de 2006 às 19:47
Como te beijaria?

Cúmplice no olhar
Chegaria sutilmente no teu rosto
E suavemente beijaria-te.
Beijaria teus olhos,
Um por um,
E com meus dedos,
Tocaria em teu pescoço.
Entrelaçaria nas mãos o teu pescoço
E aspiraria o teu cheiro, suor, perfume
Colaria-me em ti
Sussurraria em teu ouvido
O teu nome
Com o calor de minha respiração
E suavemente beijaria tua orelha,
teu pescoço, teus ombros.
Docemente deslizaria meus lábios no teu rosto
Roçaria nos teus lábios
Suavemente beijaria-os.
Despertaria em ti
O meu ser,
O meu coração.


De calipso a 1 de Fevereiro de 2006 às 16:17
Só depois de ler o texto 3 vezes é que arranjei palavra certa! BRILHANTE! Uma bela doce e arriscada fantasia... ou talvez não! Um beijo doce!


De JF a 31 de Janeiro de 2006 às 17:01
Um dois três, lá vou eu. Adorei. Kiss. Franc.



De marta a 31 de Janeiro de 2006 às 09:59
Menina, mulher, não sei!

Minha poesia, tuas palavras

Por ti, poeta serei

Entre dor, saudade e lágrimas.



Poesia teu olhar divino

Teus lábios abençoado pranto

Teus dedos com ouro fino

Teu seio doce, meu leito.



Amor, minha causa

Em teu humilde olhar

A paz em ti pousa

Ficando eu a sonhar.



Tua inocência quem sabe

Talvez mulher, menina

A ti o mundo se abre

A vida fica pequena.



Nesse teu sono suave

Perco-me na imaginação

Como uma ferida ave

Vuando em vão.



Mas menina ou mulher

O que a vida fez de ti?

Menino, homem eu saber

O que fizeste de mim?



De Ursinho a 28 de Janeiro de 2006 às 19:07
Glup... há sonhos que se deviam tornar realidade, obrigatóriamente!!! ehehehe e já me estou a imaginar como protagonista!!! Beijões gordos e molhados...


Comentar post

*mais sobre mim

*pesquisar

 

*tradutor / tranlater

*posts recentes

* A noite

* Depois dos 50...

* A melodia do desejo…

* Lingerie para Sereias & n...

* Asfixia

* Oração das Mulheres Resol...

* Eternos

* O Primeiro Amor

* Voltar a trás...

* Sonhos?!

*arquivos

* Agosto 2013

* Maio 2011

* Abril 2011

* Agosto 2010

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

* Janeiro 2006

* Dezembro 2005

* Novembro 2005

* Outubro 2005

* Setembro 2005

* Agosto 2005

* Julho 2005

* Junho 2005

* Maio 2005

* Abril 2005

* Março 2005

* Fevereiro 2005

*tags

* todas as tags

*favoritos

* nem cornos, nem sacanas

*links

* Martini in the Morning

*Envenenados:


Contador Grátis

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.
blogs SAPO

*subscrever feeds